Personas: imagine seus usuários e empodere seu engajamento

Personas não são pessoas reais, mas as representam ao longo do processo de design. É um modelo de usuário adotado no desenvolvimento de websites. A metodologia Play-Driven Design (PDD) – livremente traduzido como design ludodirecionado – consiste em um processo que promove o engajamento baseado em personas – modelo de usuário já adotado no desenvolvimento de websites.

A primeira menção ao termo persona é creditada a Alan Cooper em seu artigo científico de 1996, que seria publicado em 1999 em seu livro (dica de leitura no final do artigo).

Muitas pessoas que utilizam o conceito de persona desconhecem a origem do termo, na década de 90. Quando aplicada em um projeto já existente, a persona tem tanta importância no planejamento estratégico que traz em si um "ar" de inovação e se torna o condutor de todo o projeto.

Para Cooper, quanto mais específico é o mapeamento de uma persona, mais “ela se torna uma pessoa real nas mentes dos designers e programadores”.

Durante o mapeamento, define-se um nome para a persona, uma foto que a represente fisicamente, objetivos que podem ser alcançados pelo projeto de design e características apresentadas, tudo isso em formato de uma minibiografia.

"Personas não são pessoas reais, mas as representam durante todo o processo de design. Elas são arquétipos hipotéticos de usuários reais. Embora sejam imaginárias, elas são definidas com significativo rigor e precisão." – Alan Cooper

Agora a pergunta essencial:

Você já fez o mapeamento de suas personas?

Responda nos Comentários.

[callout]LEIA TAMBÉM: Pergunte ao Angelo: Como definir a quantidade de personas?[/callout]

Clique para tuitar:

[Tweet ""Personas não são pessoas reais, mas as representam durante todo o processo de design.""]

[Tweet ""Quanto mais específica é a persona, mais ela se tornará real nas mentes dos designers.""]

Compartilhe a imagem:

Personas não são pessoas reais, mas as representam durante todo o processo de design.

Sugestão de leitura sobre personas: