Demonstração de vendas: uma nova esperança

Você faz uma demonstração de vendas explicando tudo do produto, mas ela não ajuda a vender...

 

Eu sempre fui uma pessoa técnica e curiosa, no trabalho e em tudo que faço, sempre procurei saber o porquê das coisas.

Comprar um simples aquecedor para casa era uma tarefa de 1 semana, fazendo pesquisas, lendo comparativos e até baixando os manuais (minha mulher que o diga!).

Nos produtos que eu vendia era a mesma coisa. Como eu disse ontem, eu me certificava de saber tudo sobre as funcionalidades do produto, benefícios, diferenciais, pontos fracos, etc.

O cliente marcava uma demonstração e eu apresentava todos os recursos do sistema, com muita paixão pelo que eu estava vendendo.

O problema é que, mesmo realizando uma demonstração impecável, isso não estava fazendo eu vender mais.

Com o tempo a quantidade de leads foram aumentando e mais demonstrações foram surgindo.

As demonstrações geralmente tomam tempo. Com mais tempo dedicado em realizar demonstração de vendas, menos tempo eu tinha para as oportunidades que poderiam de fato gerar vendas.

No final do dia, eu precisava de mais horas de platina para poder fazer as propostas fora do horário comercial. Não dava tempo entre uma demonstração e outra.

O crescente número de demonstrações estavam sugando a minha energia e o dinheiro não estava entrando.

Eu tentei inverter a sequência das coisas que eu apresentava, eu tentei de tudo, mas nada funcionou.

Mas, então, em 2016 eu encontrei algo que funcionou melhor do que qualquer coisa, a palestra de Keenan (A Sales Guy):

“Como fazer uma demonstração de vendas f*da” (How to do a kickass sales demo).

demonstracao-de-vendas.jpg

Isso é o que eu quero compartilhar com você, amanhã: como eu fui de um vendedor travado nas vendas, mesmo com várias demonstrações marcadas, até alguns dias depois me sentindo um vendedor de SUCESSO!

Amanhã compartilharei com você como fiz o salto de vendedor comum para um master em vendas… e se você quiser, você se tornar um.

Um abração,

Angelo Públio

P.S.: assine a newsletter para receber o meu próximo artigo por email.

VendasAngelo Públio