Comunidade para Profissionais de Marketing e Vendas

 
 
 

Hoje em dia, quando as pessoas têm dúvidas, elas recorrem ao Google. Algumas vezes elas vão até os livros.

Eu sou do tempo em que a busca online acontecia no navegador Netscape e o sistema de busca era o Altavista. Antes disso, eu usava BBS (Bulletin Board System) e IRC (Internet Relay Chat).

No BBS você poderia encontrar um catálogo de arquivos texto para baixar.

Cada artigo era, de certa forma, aprofundado em um tema (alguns de hackers), com explicações técnicas com passo-a-passo, por exemplo: como ligar gratuitamente de um orelhão.

Cada BBS tinha o seu próprio número telefônico que você ligava do seu modem discado do seu computador para se conectar a ela. Quando você se conectava a uma BBS, você tinha um limite de tempo diário para se manter conectado e realizar buscas nos arquivos.

Você podia baixar arquivos (download) e também subir (upload). Em algumas BBSs, você precisava fazer upload de um arquivo para poder baixar outro. Esse modelo de “troca-troca” ajudava a fazer os arquivos circularem de uma BBS para outra.

Os BBSs se tornaram os primeiros provedores de Internet.

Os documentos que as pessoas baixavam do BBS apresentavam o endereço de IRC em que você poderia encontrar os autores.

O IRC era um servidor de bate-papo (chat), com várias salas. Parecia um bate-papo da UOL, mas um pouco mais “avançado”.

As pessoas usavam programas específicos (IRC Clients) para acessar os servidores de IRC. As pessoas podiam incrementar esses programas com “scripts” que executavam diversas funções no IRC.

No IRC as pessoas poderiam conversar em tempo real, em grupo ou privado. Isso era muito revolucionário na época. Estamos falando de 1995.

Nos grupos você tinha os membros, moderadores e administradores. Os moderadores e administradores trocavam scripts entre si com códigos que ajudavam a fazer uma melhor gestão de seus grupos, como banir usuários, enviar mensagens de advertências, dar mensagens automáticas de boas vindas, etc. Naquela época já se usava muitas automações que hoje se acha tão revolucionárias.

Cada usuário usava um nickname (apelido). Eu usava o apelido ^^CyberAnjo^^ (Angelo = Angel = Anjo Cibernético). Naquela época eu já tinha enraizado o desejo de ajudar as pessoas.

Existia muita disputa entre os grupos (salas), como quem gerava discussões mais ricas e quem tinha os membros mais avançados.

Era nos IRCs que eu conseguia tirar dúvidas e saber o que as pessoas estavam fazendo no mundo da Internet.

Enquanto hoje se fala de Java e Python, naquela época era o CGI e Perl.

Minha primeira aplicação foi de cálculo de IPVA que fiz no meu primeiro emprego como estagiário, que chegou a ser disponibilizada como ferramenta no portal UOL.

Naquele momento, a experiência que tive em interagir com outras pessoas e o meu desenvolvimento no uso de sistemas como o IRC, me deu uma outra visão da tecnologia e suas possibilidades.

Eu sei o quanto é importante poder contar com o apoio de outros profissionais como nós, para superar os desafios de crescer melhor a empresa em que trabalhamos, fazendo mais do que se ama e também fazendo mais pessoas felizes!

Poder colaborar, obter feedback imediato e construir relacionamentos com outros profissionais como nós, torna muito mais fácil superar as dificuldade do dia-a-dia para conseguirmos triunfar.

Por isso, eu criei um grupo de Facebook para reunir meus alunos e leitores queridos.

E você está recebendo um convite para fazer parte disso. Gostou?! 😃

Assim, podemos conversar sobre como nos mantermos motivados e a todos aqueles ao nosso redor, como colegas e chefes, bem como superar os desafios de marketing, vendas, atendimento ao cliente e relevantes tópicos que têm surgido sobre o Futuro das Redes Sociais, uso de Data Science e novas maneiras de se comunicar.

Venha fazer parte disso!

Comecei o grupo em outubro/2018 e ele tem crescido diariamente de forma espontânea. Vamos juntos?!

 
 

Forte abraço!

Angelo Públio