Recrutamento estratégico: 5 Bs para contornar a escassez de talentos

Quando as empresas precisam de talentos, existem outras formas além da contratação simples. O recrutamento estratégico permite contornar a escassez de habilidades que afeta o Brasil (e o mundo).

 
 
 

Ok, você vendeu um projeto e agora precisa de talentos para poder entregá-lo.

O problema é que talento é peça rara no mercado.

– Então, o que fazer?

O jeito é você trabalhar um recrutamento estratégico que permita ter uma “força de trabalho adaptativa”. Você também pode chamar de “força de trabalha líquida” ou “força de trabalho elástica” (palavras bonitas para você impressionar em qualquer reunião!).

Essa força de trabalho se ajusta à demanda do seu negócio, permitindo que você mantenha alto o nível dos seus profissionais de forma que você tenha talentos para planejar e executar o que precisa ser feito.

Além disso, uma empresa que tem talentos realizando o trabalho (jobs-to-be-done) atrai outros talentos que querem fazer parte disso.

O modelo de recrutamento estratégico que permeia a era digital tem como princípio a combinação de três pontos:

  1. uma base (core) de colaboradores próprios full-time ou part-time (ex. CLT)

  2. terceiros e freelancers

  3. tecnologia

Abaixo detalharei melhor como organizá-los em 5 pilares (constituintes).

 
 
 

5 Bs do recrutamento estratégico

Os 5 Bs do recrutamento estratégico são formados por 5 palavras em inglês que começam com a letra “B”.

recrutamento-estrategico.jpg
  • Buy (comprar): contratar novas pessoas.

  • Build (construir): aprimorar a qualificação do time.

  • Bridge (ponte): promover pessoas da equipe ou movê-las de outras áreas.

  • Borrow (pegar emprestado): contratar sob demanda, como consultoria, freelancers, etc.

  • Bot (robô): analisar as atividades operacionais repetitivas para automatizá-las com bots (automação, AI, Machine Learning) ou otimizar (facilitar/acelerar) o processo com ferramentas (apps, integrações).

 
 
 

Como trabalhar os 5 Bs

Você pode trabalhar os 5 Bs na sua organização em 2 momentos:

  • quando você fecha um novo projeto e você precisa planejar a entrega.

  • quando você precisa (de forma antecipada) organizar o seu “pipeline de talentos”.

O intuito de usar essa estratégia é responder rápido às mudanças de mercado, tendo profissionais competentes e atualizados, permitindo entregar a melhor experiência ao cliente.

 
 
 

O que achou dos 5 Bs? Que outra estratégia você utiliza na sua contratação e aperfeiçoamento dos talentos de sua empresa? Responda nos comentários!

 
 
 
Angelo PúblioComentário