Mulher no Conselho da Empresa pode melhorar resultados dos CEOs?

Mulher no Conselho da Empresa contribui sob diferentes perspectivas para melhores decisões nos setores em que CEOs masculinos têm excesso de confiança.

mulher-no-conselho-da-empresa.jpg

Em determinados setores existe um excesso de confiança dos CEOs do sexo masculino (1) sobre as perspectivas de suas empresas, correndo mais riscos em investimentos inflados, o que os torna mais vulneráveis às crises.

As mulheres tendem a expressas seus pontos de vistas de forma independente porque não fazem parte do “clube do bolinha” (2).

Nas empresas desses setores com CEOs com excesso de confiança, uma pesquisa (3) sugere que ter uma mulher no conselho da empresa atenua o excesso de otimista do CEO, realizando menores investimentos e buscando melhores decisões de aquisição. Assim, essas empresas alcançam um melhor desempenho e enfrentam melhor as crises.

— 

Fonte:

Adaptado de Research: When Women Are on Boards, Male CEOs Are Less Overconfident, por Jie Chen, Woon Sau Leung, Wei Song, Marc Goergen - Harvard Business Review.

(1) Gender and corporate finance: Are male executives overconfident relative to female executives?, por J Huang, DJ Kisgen - Journal of Financial Economics, 2013 - Elsevier.

(2) Women in the boardroom and their impact on governance and performance, por RB Adams, D Ferreira - Journal of financial economics, 2009 - Elsevier

(3) Why female board representation matters: The role of female directors in reducing male CEO overconfidence, por J Chen, WS Leung, W Song, M Goergen - Journal of Empirical Finance, 2019 - Elsevier.

LiderançaAngelo PúblioComentário